Busca

ESCUTA.

Tag

Rio de Janeiro

A intervenção e os mercados criminosos no Rio de Janeiro

André Rodrigues e Andrés del Río*

É preciso dizer, antes de mais nada, que a perspectiva crítica que se adota nessa reflexão breve não procede sob qualquer horizonte no qual haja possibilidades de êxito nessa iniciativa do governo federal de intervenção federal militar no estado do Rio de Janeiro. Continuar lendo “A intervenção e os mercados criminosos no Rio de Janeiro”

Anúncios

A Indústria do Medo e a Tragédia da Militarização

Maria Isabel Couto*

Sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018, um governo de legitimidade bastante contestada toma a decisão de decretar uma intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. Continuar lendo “A Indústria do Medo e a Tragédia da Militarização”

Rio 2016: Uma eleição de dois extremos?

Maria Abreu*

A literatura sobre eleições aponta que, em sistemas majoritários de dois turnos, candidatos de partidos de centro tendem a levar vantagem, pois sua rejeição é menor e, no segundo turno, o eleitorado tende a convergir com mais facilidade para suas candidaturas. Continuar lendo “Rio 2016: Uma eleição de dois extremos?”

Os “novos tempos” da política carioca

Jorge Chaloub*

O segundo turno carioca não representa apenas um novidade em relação às últimas eleições, com a interrupção de uma série de vitórias do PMDB para os governos municipal e estadual. Continuar lendo “Os “novos tempos” da política carioca”

[Escuta Especial Conjuntura] Coisas do Rio

Alessandra Maia*

O Rio não é um lugar fácil de se viver, muito menos de se entender. Nem por isso é dos lugares menos amados, talvez essa a fonte de seu charme que conquista corações e mentes. Continuar lendo “[Escuta Especial Conjuntura] Coisas do Rio”

Olimpíadas e eleições na cidade do Rio de Janeiro – os donos da cidade

Alessandra Maia Terra de Faria [1]Ana Paula Soares Carvalho [2]

Rio de Janeiro, 5 de agosto de 2016. “Paes quebra o protocolo, carrega a tocha e constrange o COI[3]”. O prefeito, que se pretende um Pereira Passos do século XXI, não resistiu à tentação: tornou-se o primeiro político no cargo executivo a carregar a tocha desde 1896, em Atenas. Continuar lendo “Olimpíadas e eleições na cidade do Rio de Janeiro – os donos da cidade”

Da pressa, a inimiga da perfeição: Rio cidade olímpica

Alessandra Maia Terra de Faria*

“A pressa é inimiga da perfeição”, “pressa a mãe do tumulto e do erro”. Menções que se tornaram jargões populares tão antigos quanto nossa República, ao serem proferidas por Rui Barbosa[1], em seu famoso parecer sobre a redação do Código Civil de então e sua crítica e oposição à pressa com que o governo redigira a obra, o que pouco depois reforçaria sua impressão em Haia, ao defender a igualdade jurídica. Continuar lendo “Da pressa, a inimiga da perfeição: Rio cidade olímpica”

A maldição de Chagas e a hidra carioca

Mayra Goulart*

1. Rio Maravilha ou a história de uma decadência:

 A história do Rio de Janeiro desde a metade do século XX pode ser resumida a uma palavra: decadência. Em termos econômicos o município nunca exibiu qualquer tipo de vocação produtiva, excetuando o turismo. Porém, até 1960, o fato de sermos a capital do país nos garantia prestígio, além de uma situação fiscal privilegiada e postos de trabalho no aparato estatal aqui instalado. Estes foram os tempos de glamour. Daí para frente, fomos ladeira abaixo. Continuar lendo “A maldição de Chagas e a hidra carioca”

WordPress.com.

Acima ↑