João Dulci*

E eis que mais uma vez temos diante de nós uma reforma da previdência. De quebra, como aquele soco que o pugilista desfere já com seu adversário em direção ao nocaute, reafirma-se a nova lei sobre terceirizações, permitindo a transferência das atividades fim. Continuar lendo “Cidadão? Não. Pessoa Jurídica”