Igor Suzano Machado*

A nauseante exposição recente das relações espúrias entre governo e grandes construtoras e mineradoras reacende o debate sobre a relação entre a política e a moral. Bombardeados pela amoralidade de agentes políticos preocupados apenas com seus próprios interesses, seja de enriquecimento, seja de perpetuação no poder, temos nossa vista obscurecida ao analisarmos tal relação. Continuar lendo “A política morta na esquina entre a imoralidade e a hipermoralidade (Parte I)”