Busca

ESCUTA.

Tag

Fernando Perlatto

Ricardo Piglia, os diários e a ditadura argentina

Fernando Perlatto*

“Neste país a política interfere diretamente na vida íntima” (Os Diários de Emilio Renzi,p.80).

Diários de escritores não são novidades e nem são raros. Há muitos por aí, em diferentes formatos, e para os mais variados gostos. O mercado editorial brasileiro tem se mostrado particularmente aberto a este nicho, com a publicação recente de obras diversas como Diários II, de Susan Sontag (Companhia das Letras, 2016), Diário de viagem, de Camus (Record, 2017), Os diários de Sylvia Plath (Biblioteca Azul, 2017), Diários – 1909-1923, de Kafka (Todavia, 2021) e Os Diários de Virginia Wolf: Diário I – 1915-1918 (Editora Nós, 2021). O mundo latino-americano também tem sido contemplado nesse renovado interesse pela vida íntima dos escritores, como se vê no primoroso O Romance Luminoso, do uruguaio Mario Levrero, lançado em 2018 pela Companhia das Letras.

Continuar lendo “Ricardo Piglia, os diários e a ditadura argentina”

Governo na fervura e as oposições

Fernando Perlatto*

Na última sexta-feira, na CPI da Covid, os irmãos Miranda fizeram declarações que, até o presente momento, podem ser aquelas que terão maiores consequências para o governo Bolsonaro. Não que outros depoimentos já não tivessem sido importantes no sentido de evidenciarem as irresponsabilidades do atual governo na condução do enfrentamento à pandemia, e que resultaram, até o momento, em mais de 500.000 mortes.

Continuar lendo “Governo na fervura e as oposições”

Chamar as coisas pelo nome

Fernando Perlatto*

Em uma carta aberta publicada no mês passado, vários intelectuais, cientistas e artistas ligados à comunidade judaica, como Lilia Schwarcz, Silvio Tendler, Natalia Pasternak e Pedro Abramovay, manifestaram sua preocupação com “as inclinações nazistas e fascistas” do governo de Jair Bolsonaro. No documento, os signatários dizem que, para além do “uso de símbolos fascistas e referências à extrema-direita”, a criação de “ameaças fantasmagóricas” associadas aos “esquerdistas”, “cientistas” e “feministas” se assemelha àquelas direcionadas a judeus, ciganos e comunistas nos regimes nazifascistas, que acabam por constituir um terreno propício para as práticas efetivas de violência contra esses grupos. De acordo com a carta, diante da gravidade do cenário que vivemos, “é preciso chamar as coisas pelo nome”.

Continuar lendo “Chamar as coisas pelo nome”

Entrevista sobre a Revista Escuta

A Escuta divulga uma entrevista realizada com um um dos Editores da revista, Fernando Perlatto, na qual ele fala da história e dos desafios desta publicação no tempo presente.

Continuar lendo “Entrevista sobre a Revista Escuta”

“Os arrependidos” e a luta armada no Brasil

Fernando Perlatto*

Se o período da ditadura civil-militar é considerado como um “passado sensível” – na medida em que os traumas e as feridas abertas referentes àqueles anos ainda não fecharam e continuam a manifestar suas dores no tempo presente –, a luta armada permanece sendo um dos temas mais sensíveis deste passado. À direita e à esquerda, a questão da resistência em armas continua rendendo controvérsias públicas as mais variadas.

Continuar lendo ““Os arrependidos” e a luta armada no Brasil”

A máquina do desejo do Teatro Oficina

Fernando Perlatto*

Embora já tivesse lido e ouvido falar sobre o Oficina, foi somente em 2017, com O Rei da Vela, que assisti, pela primeira vez, a uma montagem do grupo, no palco da Cidades das Artes, no Rio. A segunda ocasião foi no início de 2019, no Teatro Oficina Uzyna Uzona, em São Paulo, na rua Jaceguai, no bairro do Bexiga, quando assisti à adaptação de Zé Celso do Roda Vida, de Chico Buarque. Eu senti uma emoção genuinamente incrível ao entrar naquele verdadeiro templo do teatro brasileiro e, ao final do espetáculo, acompanhar o grupo em um cortejo pela rua cantando “Cordão”, de Chico.

Continuar lendo “A máquina do desejo do Teatro Oficina”

[Escuta Resenha. Crises da democracia] O crepúsculo da democracia, de Anne Applebaum

Fernando Perlatto*

APPLEBAUM Anne. O crepúsculo da democracia: como o autoritarismo seduz e as amizades são desfeitas em nome da política. Tradução: Alessandra Borrunquer. Rio de Janeiro: Record, 2021.

Livros sobre a crise da democracia não param de ser lançados. Viraram uma das novas coqueluches do mercado editorial. E é bem provável que assim continuem sendo. A crise da democracia segue seu curso e não há qualquer sinal de que ela vá arrefecer.

Continuar lendo “[Escuta Resenha. Crises da democracia] O crepúsculo da democracia, de Anne Applebaum”

Golpe de 1964: compreender sim, repudiar sempre, celebrar jamais

Fernando Perlatto*

Lembro-me perfeitamente quando, em uma tarde de maio de 2014, recebi um telefonema de uma pesquisadora que me convidava para ajudar na elaboração do Relatório Final da Comissão Municipal da Verdade de Juiz de Fora (CMV-JF). Havia ingressado naquele ano como professor do Departamento de História da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e fiquei muito honrado com o convite, sobretudo por saber da seriedade dos trabalhos realizados pela Comissão, coordenados pela sua presidenta, a querida Helena da Motta Salles. Assim como outras comissões da verdade que surgiram em âmbito municipal e estadual, na sequência da instalação da Comissão Nacional da Verdade (CNV), em 2012, durante o mandato da então presidenta Dilma Rousseff, a CMV-JF desenvolveu, em parceria com instituições como a UFJF e a OAB, pesquisas relevantes, cujos resultados foram posteriormente reunidos no livro Memórias da Repressão. Relatório da Comissão Municipal da Verdade de Juiz de Fora, publicado em 2015.

Continuar lendo “Golpe de 1964: compreender sim, repudiar sempre, celebrar jamais”

[Escuta Aí] Fachin, Lula e a miséria do liberalismo brasileiro

Fernando Perlatto*

Abrir os principais jornais no Brasil hoje pela manhã, ler os editoriais e as colunas da maior parte dos articulistas para observar as repercussões da decisão do Ministro do STF, Edson Fachin, sobre os processos que envolvem o ex-presidente Lula, é confirmar a miséria do liberalismo brasileiro.

Continuar lendo “[Escuta Aí] Fachin, Lula e a miséria do liberalismo brasileiro”

WordPress.com.

Acima ↑