Busca

ESCUTA.

Tag

Ditadura

Intervenção militar, memórias da ditadura e tempo presente

Fernando Perlatto*

Um dos aspectos que mais chamou a atenção durante a crise que parou o país após a chamada “greve dos caminhoneiros” foi o crescimento de discursos e de palavras de ordem – ainda minoritários, embora barulhentos – em defesa da intervenção militar e da volta à ditadura como solução para a crise política. Continuar lendo “Intervenção militar, memórias da ditadura e tempo presente”

Anúncios

As ditaduras e a literatura latino-americana: pós-ficção, história e testemunho

Fernando Perlatto*

“Para que falar?, que sentido tem agora contabilizar as perdas ou reconstruir a derrota, sucessiva, inconfundível, a derrota, você me diz. Mas houve triunfos?, eu lhe pergunto, ao menos uma vitória?, (…). Assim é a história, você sabe, lenta, cruel, aglomerada, você diz ou eu acho que você diz” (Diamela Eltit, Jamais o fogo nunca, p.85). Continuar lendo “As ditaduras e a literatura latino-americana: pós-ficção, história e testemunho”

As duas faces da disputa por memória ou sobre como enfrentar um Estado que mata

            Pedro Benetti*

“Fiquei com pena de todos eles, Suzana. Dos que mentem, dos que invejam, dos empertigados, dos ambiciosos, dos que fazem do amor um remédio, um passatempo, um negócio, um paliativo. Continuar lendo “As duas faces da disputa por memória ou sobre como enfrentar um Estado que mata”

Memória e Justiça no Cone Sul: os julgamentos do Plano Condor na Argentina

Lívia Gonçalves Magalhães*

No dia 17 de novembro de 1978, os jornalistas da Revista Veja em Porto Alegre Luiz Cláudio Cunha e João Baptista Scalco receberam uma ligação anônima denunciando um sequestro. Ao chegarem ao local indicado eles se depararam com a detenção de uma estrangeira, mantida cativa por policiais brasileiros e militares estrangeiros. Continuar lendo “Memória e Justiça no Cone Sul: os julgamentos do Plano Condor na Argentina”

[Escuta Especial Conjuntura] Os silêncios que gritam: Bolsonaros, Ustra e a ditadura brasileira

Fernando Perlatto*

O dia 17 de abril de 2016 ficará marcado na história brasileira. Naquela data, o país acompanhou a votação que aprovou a admissibilidade do pedido de impeachment da Presidente Dilma Rousseff, com vários deputados fazendo discursos em homenagem a Deus e às suas respectivas famílias, desconsiderando por completo a matéria pela qual a presidente estava sendo acusada. Continuar lendo “[Escuta Especial Conjuntura] Os silêncios que gritam: Bolsonaros, Ustra e a ditadura brasileira”

WordPress.com.

Acima ↑