Antonio Engelke*

Parto da hipótese de que, no universo em que habito, a Zona Sul do Rio de Janeiro, a astrologia está se transformando no principal vocabulário a partir do qual uma boa parcela da sociedade pensa em si própria e em sua relação com a vida de modo geral. Continuar lendo “A astrologia como religião secular”