66011_102108989857035_24638_nDiogo Tourino de Sousa é natural de Lavras-MG, mas foi criado em Brasília, onde estudou até o ensino médio. Lá fez amigos, jogou bola e escutou rock. Mas foi em Juiz de Fora-MG que ele se formou em Ciências Sociais, começou sua vida profissional e passou a gostar de samba. De volta para Minas, fez novos amigos, dentre eles Fernando Perlatto. Ao mesmo tempo, cursou mestrado em Ciência Política no antigo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro e, posteriormente, doutorado no Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ. Ao longo desses anos, deu muitas gargalhadas e jogou menos bola. Todavia, conservou seu amor pelo Botafogo e passou, agora, a ouvir jazz. Foi nessa época que se tornou amigo de Jorge Chaloub. No presente, Diogo leciona no Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Viçosa, brinca com a filha Sofia, e continua querendo escutar novos sons. Concomitante a tudo isso, ele colabora, ao lado dos amigos da vida, na Escuta.

11667274_790952944358031_1892525417022017672_nFernando Perlatto nasceu em Juiz de Fora-MG, cidade na qual se formou em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Nesta época, conheceu Diogo Tourino de Sousa na militância do movimento estudantil, figura central para sua aproximação com as Ciências Sociais. Cursou Mestrado e Doutorado em Sociologia no Rio de Janeiro, respectivamente, no Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro e no Instituto de Estudos Sociais e Políticos, UERJ, ocasião na qual ficou amigo de Jorge Chaloub. Adora política, literatura, cinema, samba, jazz e futebol, embora, convenha ressaltar, que se diferencia dos seus dois amigos, por ser flamenguista. Atualmente, é professor do Departamento de História da Universidade Federal de Juiz de Fora e colabora com a revista Escuta.

12571039_10153902568844136_2133232666_nJorge Chaloub nasceu no Rio de Janeiro, onde fez um bocado de coisas, até mesmo se formar em Direito, antes de rumar para a Ciência Política e se tornar professor. Em meio aos sofrimentos do doutorado teve a sorte de conhecer os mineiros Diogo Tourino de Sousa e Fernando Perlatto, com quem divide esse espaço. É de esquerda, e perde algum tempo matutando sobre o que isso significa. Gosta de música e futebol de modo inversamente proporcional ao talento nas duas áreas, o que não o impede de se divertir com suas malogradas tentativas. Tem, por fim, a inegável virtude de ser botafoguense.